Locação de transformadores monofásicos uso geral – Máquinas e equipamentos

Transformadores monofásicos uso geral
Informações Técnicas

Potências: Até 100 kVA (outras sob consulta);

Classes de tensão: 0,6 ou 1,2 kV (outras sob consulta);

Classes de temperatura: B (80ºC), F (105ºC) ou H (130ºC);

Classes de material: B (130ºC), F (155ºC) ou H (180ºC);

Frequências: 50 ou 60 Hz (outras sob consulta);

Caixas de proteção: Grau IP00 a IP66;

Normas: ABNT – IEC/UL.

Solicitar orçamento
  • Transformador Monofásico uso geral máquinas e equipamentos Polienge
Aspectos Construtivos

O transformador monofásico para uso geral é fabricado com enrolamento, núcleo e acabamento.

Cada parte do produto tem padrões que são utilizados para garantir tanto a qualidade quanto a eficiência e eficácia.

Enrolamento do transformador monofásico para uso geral

O enrolamento do transformador monofásico é feito com cobre eletrolítico ou alumínio eletrolítico.

Quando feito de cobre eletrolítico, há a comprovação de 99,9% da sua pureza.

O isolamento é feito com as seguintes classes:

  • Classe B: 130°C;
  • Classe F: 155°C;
  • Classe H: 180°C;
  • Classe C: 200°C.

Já quando é feita de aluminínio eletrolítico, o mínimo é de 61,5% de IACS com material esmaltado ou também encapado com isolantes classificados como classe F de 155°C ou H com 180°C.

Em ambos, há canais de ventilação amplos e enrolamentos.

Tipos de isolamentos entre camadas

Os transformadores monofásicos para uso geral têm isolamento entre camadas de mylar, mica, nomex ou fiberglass. O que define qual tipo será utilizado será a escolha da classe de isolamento térmico escolhido.

A impegnação é feita com verniz isolante que possui alto teor de sólidos feitos à base de epóxi ou similares.

Núcleo

O núcleo do transformador monofásico feito para uso geral é feito de lâminas de aço silício de cristais orientados (GO) ou também não orientados (GNO) que é definido com base no fluxo magnético descrito por meio do projeto.

As lâminas são padronizadas ou recortadas em ângulos de 90° em que há baixa perda e um rendimento alto para que seja possível melhorar a performance.

Acabamento

O acabamento é feito numa estrutura e base de fixação em aço de baixo carbono bicromatizado, zincada (trivalente) ou com uma pintura eletrostática em pó.

Utiliza-se conectores dimensionados para fixação em trilhos, parafusos de latão ou em barras chatas e furação nema.

Para os painéis, há a possibilidade em confeccioná-los em fiberglass, fenolite para alta tensão, TVE, entre outras possibilidades.

Já para o gabinete de proteção, a confecção é feita em aço de baixo carbono com tratamento anticorrosivo e pintura eletrostática em pó com os graus IP20 ou IP66.